Diretor de Gintama revelou que a China exige que o trabalho numa série anime tenha terminado 3 meses antes da sua estreia

Diretor de Gintama revelou que a China exige que o trabalho numa série anime tenha terminado 3 meses antes da sua estreia

O diretor de animação e guionista japonês Shinji Takamatsu (Gintama, Mobile Suit Gundam Wing, RobiHachi) revelou no Twitter o estado atual da indústria de animação japonesa e a sua dependência de investimentos da China. Takamatsu escreveu:

“O período de produção dos animes hoje é tão longo que é difícil prever quando chegará o clímax do processo. No passado, era mais movimentado quando a série já estava a ser exibida. Agora isso não acontece. Isso deve-se ao aumento da produção de séries com todos os episódios finalizados, o que por sua vez se deve ao processo de revisão da China, que exige o trabalho concluído três meses antes da exibição. Numa situação em que é difícil conseguir dinheiro no Japão, as vendas no exterior são agora vitais.”

Takamatsu continuou afirmando:

“Ontem, tive uma reunião sobre um projeto que vai estrear no outono de 2021 (outubro-dezembro) e outro que vai estrear na primavera de 2022 (abril de 2022), que exaustivo! Na indústria, se alguém disser: “Entregue os episódios três meses antes da estreia!”, Não temos escolha a não ser seguir essas instruções e não temos autoridade sobre a gestão da indústria.”

Kaisen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próxima Notícia

Mais de 100 milhões de latas de café de Kimetsu no Yaiba

dom maio 30 , 2021
Em outubro de 2020 eram 50 milhões em três semanas, e passado meio ano a Dydo Drinco revelou que em colaboração com a franquia Kimetsu no Yaiba (Demon Slayer) já vendeu mais de 100 milhões de latas de café. Tomiya Takamatsu, o presidente da Dydo Drinco, revelou numa entrevista: “Para ser sincero, foi um sucesso […]